Amagis e TJMG levam apoio a magistrados e cidadãos de Brumadinho

29/01/2019 - 22:00

Em apoio aos juízes da Comarca, o presidente da Amagis, desembargador Alberto Diniz, o presidente do TJMG, desembargador Nelson Missias de Morais, a 3ª vice-presidente do Tribunal, desembargadora Mariângela Meyer, e o corregedor-geral de Justiça, desembargador Saldanha da Fonseca, estiveram no Fórum de Brumadinho (Grande BH) nesse difícil momento do município. Na última sexta (25), rompimento de barragem de mineradora provocou mais de 80 mortos, quase 300 desaparecidos e um rastro de destruição ambiental.

Eles se reuniram com a juíza Perla Saliba Brito, da 1ª Vara Cível, Criminal e da Infância e da Juventude, e com o juiz Rodrigo Heleno Chaves, da 2ª Vara Cível, Criminal e de Execuções Penais. 

 O presidente da Amagis afirmou que a Associação, assim como o TJMG, está prestando todo apoio necessário aos magistrados da Comarca, que estão conduzindo os casos relativos ao rompimento da barragem da Vale com firmeza e sempre pautados nas leis e na Constituição.


Brumadinho

A ida a Brumadinho também teve objetivo de prestar solidariedade à população da cidade e a todos os agentes públicos e voluntários que trabalharam, e continuam trabalhando, incansavelmente no socorro às vítimas e no suporte à população local.

O desembargador Nelson Missias de Morais anunciou a chegada do Processo Judicialeletrônico (PJe) para a Comarca de Brumadinho a partir da segunda-feira, 4 de fevereiro, e colocou à disposição dos magistrados locais a 'secretaria virtual', que possibilitará a atuação remota de juízes cooperadores nos processos ali distribuídos. 


Brumadinho

O desembargador Saldanha da Fonseca informou que será criada a Unidade Interligada de Cartórios de Registro Civil das Pessoas Naturais nas dependências do Instituto Médico Legal (IML), em Belo Horizonte. Essa Unidade, coordenada pelo 4º Distrito de Belo Horizonte, terá como competência a emissão de registros de óbitos e as demais comunicações obrigatórias.

 A 3ª vice-presidente do TJMG, desembargadora Mariangela Meyer, falou sobre a criação do Comitê para Gestão de Assuntos Emergenciais do TJMG, que será destinadoa atuar em situações de emergência e estado de calamidade no território mineiro.

A juíza Perla Saliba Brito agradeceu o apoio recebido e disse que a chegada do PJe àcomarca é muito bem-vindo já que evitará o acúmulo de processos em papel e possibilitará selecionar aqueles processos com demandas semelhantes.

 Também participaram da visita, os juízes auxiliares da Presidência do TJMG, Jair Francisco dos Santos, Rosimere das Graças Couto (também vice-presidente de Saúde da Amagis) e Luiz Carlos Rezende e Santos (também vice-presidente Administrativo da Amagis), o juiz auxiliar da Corregedoria, Adriano Zocchi, e o juiz auxiliar da 3ª Vice-Presidência, Ricardo dos Santos de Freitas Véras.

 


*Com informações do TJMG
**Fotos: Robert Leal/TJMG


 

 

Compartilhe
Logar-se para comentar
Nenhum comentário ainda.