TJMG anuncia obra de fórum em Nova Lima

11/01/2019 - 19:10

O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Nelson Missias de Morais, anunciou, nesta sexta-feira, 11 de janeiro, a construção do novo fórum em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Veja mais fotos no Flickr.

Com um investimento estimado em R$ 20 milhões, o projeto integra o Plano de Aceleração de Obras do Tribunal, que prioriza a execução de obras de construção e reforma de fóruns no interior do estado. A previsão é que o prédio seja inaugurado em dezembro de 2020.

noticia-3-anuncio-do-novo-forum-de-nova-lima.jpg

Sonho em vias de se realizar

Em seu discurso, o presidente do TJMG disse que muitos esforços foram empreendidos ao longo do caminho, e lembrou o juiz Juarez Morais de Azevedo. O magistrado atuava na comarca e trabalhou para que um dia o sonho de um novo fórum para Nova Lima, Raposos e Rio Acima se tornasse realidade.

“Ninguém conquista nada sozinho, alguém tem que começar a sonhar, porque se não sonharmos não chegaremos a lugar algum”, afirmou.

A juíza diretora do Foro da comarca de Nova Lima, Ana Cristina Ribeiro Guimarães, comemorou a obra de construção do novo fórum.

“Instalações dignas, modernas e adequadas, conforme projeto hoje apresentado, proporcionarão aos magistrados, servidores e demais operadores do direito, condições plenas para desempenho de suas respectivas funções com o objetivo de levar ao jurisdicionado a melhor prestação jurisdicional”, ressaltou.

O superintendente de obras do TJMG, desembargador Amauri Pinto Ferreira, parabenizou os magistrados, servidores, a comunidade e a parceria com o Poder Executivo Municipal pela conquista da obra.

noticia-1-anuncio-do-novo-forum-de-nova-lima.jpg

O juiz auxiliar da Presidência, Jair Francisco dos Santos, apresentou o projeto e lembrou que Nova Lima foi escolhida por meio do plano de priorização para construção de prédios.

A proposta leva em consideração as condições físicas do prédio em funcionamento, a distribuição de processos e o potencial de crescimento das demandas.

Estrutura digna e adequada

O novo prédio terá cinco pavimentos, numa área de 6.500 m², o que inclui espaço para nove varas, Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) e setores de apoio, concentrando todo o atendimento jurisdicional em um só endereço.

O prédio terá um sistema eficiente de prevenção e combate a incêndio com o uso de alarmes, hidrantes e sprinklers. O novo fórum será totalmente acessível a pessoas com dificuldade de locomoção e ainda contará com um estacionamento com 116 vagas e bicicletário.

O acesso ao edifício terá sistema eletrônico de controle e segurança. A iluminação será equipada com luminárias de LED, mais econômicas.

Em todos os ambientes, um sistema central de ar-condicionado automatizado proporcionará a adequação da temperatura com eficiência e economia.

noticia-anuncio-do-novo-forum-de-nova-lima.jpg

Ainda compuseram a mesa o corregedor-geral de Justiça, desembargador José Geraldo Saldanha da Fonseca, os desembargadores Octávio Augusto De Nigris Boccalini e Marcos Henrique Caldeira Brant, a juíza auxiliar da Presidência Rosemere das Graças do Couto, o juiz da 1ª Vara Cível de Nova Lima Kleber Alves de Oliveira e o vice-prefeito de Nova Lima, João Marcelo Dieguez.

Estiveram presentes, além disso, o coordenador da Defensoria Pública de Nova Lima Eduardo Rodrigues; o major Marcus Vinícius de Santana Maia, representando o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Edgar Estevo da Silva; o tenente Thiago Fernandes Palmeira, representando o major Damon Mateus de Souza, do Comando da 1ª Companhia Independente da Polícia Militar; a delegada Lorena Vaz de Melo, representando a delegada regional Valéria Decat de Moura Resende; o diretor institucional da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Minas Gerais (OAB/MG), representando o presidente Raimundo Cândido; a servidora Vick Nonato, representando a prefeita de Rio Acima, Maria Auxiliadora Ribeiro; o diretor da Construtora Sinarco Willian Antônio Talin Ruas; demais autoridades, servidores do Judiciário, advogados e comunidade.

Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional do TJMG

Compartilhe
barra
Logar-se para comentar
Nenhum comentário ainda.