Advertisement
Advertisement

Você está aqui: Página Inicial seta Jornal Decisão seta nº 61 - fevereiro 07 seta Entrevista Especial – Juiz Herbert José Almeida Carneiro
Pesquisar no portal
Links Úteis
Atualização de Dados
E-mail
Links
Fale com o Presidente
Agenda
Login - Conteúdo Restrito
Esqueceu sua senha?
Sem conta? Criar Conta!
Entrevista Especial – Juiz Herbert José Almeida Carneiro PDF Imprimir E-mail
22-Jun-2009

dr_herbert.jpg

O juiz Herbert José Almeida Carneiro assumiu o cargo de diretor de Comunicação Social da nova gestão. Sua proposta é uma comunicação ativa, de constante interação entre a Associação e os magistrados. Herbert Carneiro também tem como meta um contato mais próximo com os veículos de comunicação, para que a população fique melhor informada sobre o compromisso da magistratura de acertar e fazer a justiça efetivamente acontecer.

Decisão – Quais foram as principais reivindicações na área de comunicação durante a campanha? Elas serão atendidos?
Herbert Carneiro – A principal reivindicação feita pelos colegas foi no sentido de que a Amagis exteriorize mais as suas ações e que estabeleça um canal permanente de comunicação com os colegas magistrados, informando-os sobre o que se passa com relação a nossa atividade, os nossos direitos e prerrogativas, e a defesa destes pela nossa Associação. Além disso, a outra reivindicação foi no sentido de que os magistrados tenham mais oportunidades de interagir e se comunicar com a Amagis.
É importante que a Associação tenha uma linha de comunicação que mantenha permanentemente o colega informado do que se passa com a Associação, da sua interação com o Tribunal de Justiça e com os outros atores da Justiça como um todo.
O nosso propósito, que é plenamente possível, é de interiorizar ao máximo as ações da Amagis, manter os colegas informados, e ao mesmo tempo, abrir a Associação enquanto comunicadora com a sociedade, para que o juiz mostre o que faz em prol de uma melhor justiça.

Decisão – Uma das propostas da atual diretoria é ampliar a comunicação externa. Como isso será feito e por que se decidiu por esse contato com o público externo?
Herbert Carneiro – Nas duas gestões passadas a Amagis esteve centrada nos seus saneamentos financeiro e administrativo e, por isso, adotou uma linha de mais ação interna.
O resultado desse trabalho de cinco anos foi uma Associação com boa saúde financeira, com uma administração equilibrada e transparente. Chegou o momento de exteriorizar as nossas ações, mostrar para a opinião pública e para a sociedade o que o juiz faz diariamente, a dificuldade que ele tem para desenvolver o seu mister. É importante que tenhamos o contato com a mídia porque é ela quem realmente faz a opinião pública. O nosso propósito é de estabelecer um canal permanente de integração com os diversos veículos de comunicação, trazendo-os até a Amagis para um café semanal, para que possam conhecer a Associação, e em especial, a atividade do juiz. Ao mesmo tempo, temos como tarefa motivar os nossos colegas para que eles estejam abertos a essa interação com esses meios de comunicação.

Decisão – O senhor considera a comunicação interna bem consolidada? Existem propostas para essa área?
Herbert Carneiro –. Nós precisamos aumentar a comunicação com os colegas, interiorizá-la, fazer com que cheguem em maior quantidade as informações das ações que a Amagis desenvolve. Pretendemos, inclusive, dinamizar o contato com os magistrados através dos comentários que fazem através do site www.amagis.com.br, com respostas aos seus questionamentos.
Sendo assim, buscaremos ampliar a comunicação interna. O site será um veículo importante na divulgação das ações da Associação, pois permite um conhecimento rápido das notícias que mais interessam aos magistrados.
Há pouco aconteceu um fato lamentável com um colega, que foi tomado como refém no assalto em São Gotardo. Nós procuramos manter os magistrados bem informados sobre das ações da Associação. Esse será o propósito da atual diretoria.

Decisão – Apesar de ainda estar no início da gestão, o senhor imagina quais serão os principais desafios?
Herbert Carneiro – O principal desafio da comunicação é exatamente interagir com todos os colegas do Estado, sensibilizá-los a acessarem o site da Amagis, para que estejam motivados a sugerir matérias e ações na área de comunicação. Através da informação interna, estaremos preparados para informar o público externo sobre o que efetivamente fazemos.
Recentemente o presidente Nelson Missias e eu estivemos na rádio Itatiaia e dissemos exatamente isso, que estaremos internamente bem informados e interagindo bem com os veículos de comunicação. Atualmente, muito se fala das deficiências do Judiciário, mas são poucas as notícias sobre as boas ações que colegas desenvolvem na capital e interior, que na maioria das vezes não chegam ao conhecimento da comunidade.

Decisão - O senhor acredita que essa iniciativa da Amagis de estar mais próxima dos veículos de comunicação irá minimizar a idéia de que o Judiciário é um poder distante?
Herbert Carneiro – Eu acho essa iniciativa fundamental. Durante muitos anos fomos colocados como algozes da não realização da justiça porque nos omitimos com relação à informação à sociedade. A população tem sempre a visão equivocada de que somos pessoas que ganhamos supersalários, que temos férias diferenciadas e privilegiadas em detrimento de toda a população. Isso precisa ser esclarecido. O juiz tem que ter suas prerrogativas garantidas em prol da estabilidade social, do estado de direito democrático. E a sociedade deve ter essa informação através do próprio juiz. É preciso que o magistrado freqüente os meios de comunicação e esse é também um grande desafio que nós estamos nos propondo. Queremos abrir as portas da Amagis para os meios de comunicação, para que eles conheçam a atividade efetiva do magistrado no dia-a-dia, as dificuldades que ele enfrenta e os bons propósitos que tem para fazer com que a justiça efetivamente aconteça.

Atualizado em ( 26-Jun-2009 )
 
< Anterior   Próximo >
AMAGIS - Associação dos Magistrados Mineiros • Rua Albita, 194 • Cruzeiro
Belo Horizonte/MG • Cep:30.310-160 • T.: (31) 3079.3499